Parábola das sementes misturadas

O pai fazendeiro, de sua grande casa, deu a seus dois filhos da mesma idade uma boa casa com infindáveis terras para cada um, e uma trouxa de sementes para cada um. As sementes, porém, estavam totalmente misturadas e os dois filhos não sabiam diferenciar as sementes. Então um dos filhos, empolgado com sua liberdade, saiu a semear de todas as sementes, mesmo sem saber bem o que estava plantando. Já o outro filho, sabendo da experiência de seu pai com o cultivo, o procurou dia após dia para saber tanto o que estava plantando quanto como iria plantar cada uma. Passados alguns meses, o terreno do filho empolgado estava repleto de espinheiros, e quase nenhuma árvore boa vingou. E o terreno do outro filho era como o jardim do Éden, repleto de árvores frutíferas, flores e mel. Cada um deles teve de colher sozinho o que plantou.

Teste de corrupção

Você se considera uma pessoa íntegra? Provavelmente sim, e provavelmente não transgride as leis do seu país. Mesmo assim, há um meio bastante assertivo de descobrir se é inclinada à corrupção, se em face das pressões, cede ou mantém a sua moral. Continuar lendo

Males da modernidade: a fraqueza da independência

Muito antigamente, antes da revolução industrial, éramos menos independentes, porém bem mais fortes. Desde então, nos foi dito repetidamente que a independência (ou morte) vale a pena. Será? Continuar lendo