As aparências enganam

Há bem que parece mal, e há mal que parece bem.

Para o filho que fica de castigo, parece mal, mas é bem. Para os pais que não disciplinam sua filha, parece bem, mas é mal. Está escrito que há caminhos que parecem bons, mas que acabam levando à morte. Já o ditado popular reza que as aparências enganam, e é verdade. Então “por trás de um bem ou mal relativo, há sempre um bem ou mal absoluto” que sustenta a realidade composta de essência e aparência, interior e exterior, estrutura e fachada, que precisam ser harmônicas, do contrário, se a edificação for mais pesada do que o alicerce pode suportar, com certeza não vai durar. Daí a preciosidade da Referência que, como uma Rocha, nos permite crescer sob a instrução de certos e errados bastante precisos, os quais fortalecem nossa essência.

“Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu, YHWH, faço todas estas coisas.” Isaías 45:7

Quem realmente se importa?

Uma proposição ética dos relacionamentos afetivos

Complexa é a equação que oferece respostas à tal questão: quem realmente se importa? Talvez as pessoas de quem você gosta, se importem quando falecer. Talvez as pessoas que dizem gostar de você, se importem quando os muitos favores suspender. Talvez meia-dúzia de pessoas sintam sua falta, só porque você se importa em as ouvir e atender. Provavelmente nem você se importa o suficiente consigo, e é aí que mora o maior perigo, porque comumente te tratarão como você se trata, sem nem mesmo perceberem porquê. Continuar lendo

Teste de corrupção

Você se considera uma pessoa íntegra? Provavelmente sim, e provavelmente não transgride as leis do seu país. Mesmo assim, há um meio bastante assertivo de descobrir se é inclinada à corrupção, se em face das pressões, cede ou mantém a sua moral. Continuar lendo