Com o pecado, todo adianto é atraso

Palavras de quem já foi escravo: com o pecado, todo adianto é atraso. Somos reflexo da nossa veneração, da nossa sujeição. Se a pessoa venera deuses promíscuos, por exemplo, será promíscua. Se está sujeita a um meio de práticas corruptas e assinte com estas, será corrupta.

A ilusão do mundo consiste em grande parte na aparente desconexão entre causa e efeito, entre plantio e colheita. É claro que leva mais ou menos tempo para vermos os frutos dos males praticados, mas o importante é que os reconheçamos como nossos.

Talvez por isso a tentação dos jovens seja maior, porque ainda não plantaram nem muito o bem nem muito o mal, de qualquer forma ninguém precisa ser escravo do passado, muito menos do pecado, e esta é a beleza da responsabilização: mudar a cor e o tom do seu rastro, usar os erros do passado como impulso para o acerto presente e futuro.

Deste ponto em diante, podemos entender a revelação do que é pecado como uma oportunidade de saltar grandemente em direção à luz e à verdade, para muito além do cada vez mais limitado conceito moral da sociedade. Por isso aprender e fazer o que é certo nunca saem de moda, nunca destoam da beleza de ser livremente humano.

Convite do Casamento

É com indizível satisfação que convido você e sua família para o casamento mais importante da história! Isto não é uma brincadeira e nem uma proposta religiosa. Permita-me explicar melhor. Desde os primórdios muitos sábios surgiram e foram imprescindíveis para a sua época, alguns da realeza, outros da plebe, trazendo mensagens que alteraram o estado dos corações, e assim, várias sociedades mudaram de direção. Ainda assim, faltava aos povos, cada um com seus deuses, mais do que uma carta de intenções, mais do que ditames, mais do que mitos heroicos ou ideologias úteis por algum tempo; faltava ao indivíduo transcender a certeza da própria morte, causadora de muitos horrores, inspiradora de sandices e mantenedora de crenças absurdas. Até então prevalecia a força, a escuridão e o medo.

Continuar lendo “Convite do Casamento”