Com o pecado, todo adianto é atraso

Palavras de quem já foi escravo: com o pecado, todo adianto é atraso. Somos reflexo da nossa veneração, da nossa sujeição. Se a pessoa venera deuses promíscuos, por exemplo, será promíscua. Se está sujeita a um meio de práticas corruptas e assinte com estas, será corrupta.

A ilusão do mundo consiste em grande parte na aparente desconexão entre causa e efeito, entre plantio e colheita. É claro que leva mais ou menos tempo para vermos os frutos dos males praticados, mas o importante é que os reconheçamos como nossos.

Talvez por isso a tentação dos jovens seja maior, porque ainda não plantaram nem muito o bem nem muito o mal, de qualquer forma ninguém precisa ser escravo do passado, muito menos do pecado, e esta é a beleza da responsabilização: mudar a cor e o tom do seu rastro, usar os erros do passado como impulso para o acerto presente e futuro.

Deste ponto em diante, podemos entender a revelação do que é pecado como uma oportunidade de saltar grandemente em direção à luz e à verdade, para muito além do cada vez mais limitado conceito moral da sociedade. Por isso aprender e fazer o que é certo nunca saem de moda, nunca destoam da beleza de ser livremente humano.

As aparências enganam

Há bem que parece mal, e há mal que parece bem.

Para o filho que fica de castigo, parece mal, mas é bem. Para os pais que não disciplinam sua filha, parece bem, mas é mal. Está escrito que há caminhos que parecem bons, mas que acabam levando à morte. Já o ditado popular reza que as aparências enganam, e é verdade. Então “por trás de um bem ou mal relativo, há sempre um bem ou mal absoluto” que sustenta a realidade composta de essência e aparência, interior e exterior, estrutura e fachada, que precisam ser harmônicas, do contrário, se a edificação for mais pesada do que o alicerce pode suportar, com certeza não vai durar. Daí a preciosidade da Referência que, como uma Rocha, nos permite crescer sob a instrução de certos e errados bastante precisos, os quais fortalecem nossa essência.

“Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu, YHWH, faço todas estas coisas.” Isaías 45:7