Respirar e sorrir

Éramos só nós, e nada mais importava, até o tempo em que as estranhas novidades chegaram. Roubaram-nos a voz, encheram-nos os olhos e os corações de estranhos sonhos, ilusões que preparariam opressões, canções e roteiros, propaganda e tiroteios. O mundo entrou, a afeição saiu. Continuar lendo

Anúncios

Parábola dos dois irmãos

Um pai precisou viajar por dois anos, deixando a seus dois filhos jovens, todos os recursos necessários para aprenderem um ofício, além de instruções claras a respeito de como deveriam se ocupar, sob a promessa de recompensas na presença do pai, incluindo passeios. Então um deles, aproveitando a ausência do pai, ocupou-se de festas, bebedeiras, orgias, e brigas por diversão. O outro, sabendo que o pai a nada estaria alheio, ocupou-se de seguir-lhe as instruções, agindo da mesma forma que agia na frente do seu genitor. Continuar lendo

Gente como a gente

Alguns crescem inteiros e se permitem quebrar. Outros crescem quebrados e se permitem consertar. Poucos crescem inteiros e se conservam assim. Muitos crescem quebrados e se conservam assim.