Respirar e sorrir

Éramos só nós, e nada mais importava, até o tempo em que as estranhas novidades chegaram. Roubaram-nos a voz, encheram-nos os olhos e os corações de estranhos sonhos, ilusões que preparariam opressões, canções e roteiros, propaganda e tiroteios. O mundo entrou, a afeição saiu.

Os valores alicerçam as escolhas, e estas, os momentos que vivemos, e que poderíamos viver. Os medos acontecem bem pequenos, e só crescem para apequenar, para limitar nossa humanidade. Falar a verdade, que diferença! As virtudes de nascença podem ser reconquistadas, as vestes, alvejadas com arrependimento. Grandeza invisível, beleza indizível, vêm de cima para o peito, respeito, respeito concreto, mas flexível.

Primeiro a justiça, depois a paz, e então, a alegria! O encontro é mistura, e não requer nada menos. Não requer controles, nem fugas. Desliguem para religar, para respirar e sorrir cada vitória sobre o mal que nunca dorme, que nunca para de transmitir, cativar e mentir a um por um, cem contra um.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s