Menos um

azimuth:56.169189||elevation:54.213688||horizon:-0.016506
Quase como no popular “enigma da esfinge” (decifra-me ou te devoro), na vida secular precisamos entender os diversos contextos nos quais estamos incluídos, para não sermos diluídos pela sociedade. Um excelente exemplo seria nascer e crescer em uma comunidade carente onde domina a criminalidade: ou se entende aquele contexto dentro do contexto das leis e do amor ao próximo, ou o próprio contexto se encarrega de convencer que o crime compensa. Por isso acaba sendo necessário que cada um procure saber como funciona não apenas o mínimo (como o quanto custa cada coisa e o quanto tem o direito de ganhar por mês), mas como funcionam as muitas forças que afetam o grupo, como a corrupção, a televisão, a eleição, e tantas outras que claro, afetam você. Quem não navega pelas estrelas, é levado pelos ventos, ou seja: quem não tentar entender o seu meio, será sempre um fruto deste, será “mais uma pessoa” aparentemente guiada pela multidão desnorteada que integra.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s